...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Astrologia e Saúde 6: Considerações Finais e Regras Básicas

Astrologia e Saúde 6: Considerações Finais e Regras Básicas

O mapa natal é o roteiro do nosso labirinto: o conjunto de energias definidas em qualidade, quantidade e efeito que confirmam obsessões, complexos, raivas, medos, etc, bem como a força para não ter, ou para superar os problemas.
Ele contém o potencial de força e fraqueza.

Nossas ações, pensamentos e emoções podem aumentar ou diminuir essa força.

- importante: todo o estudo de Astrologia relacionada com saúde ou doenças se presta para auxiliar no processo de cura, e jamais substitui qualquer tratamento médico.

Embora eu acredite que nenhum nascimento, doença ou morte seja obra do acaso, também acredito que Astrologia não seja fatalista, embora mostre sim, o "destino": temos liberdade para melhorar ou piorar nosso destino, aumentar ou encurtar a vida, curar ou não as doenças.

Não confundir isso com liberdade total: nós não temos liberdade para alterar o ciclo da vida nesse planeta: tudo por aqui nasce e morre.

Acredito em carma e pré destinação, em um Universo organizado pela divindade que nossa arrogância desenha à nossa imagem e dá vários nomes, cada qual dizendo ser o único dono legítimo da verdade.

O que trato, nessa série de posts sobre Astrologia e Saúde, é do intervalo entre o nascimento e a morte, principalmente o momento presente (único momento em que realmente temos liberdade para melhorar ou piorar alguma coisa).

Voltando ao primeiro post dessa série, "o que está em cima é igual ao que está embaixo".
As doenças não se manifestam em um único plano, porque tudo e todos estão interligados.

É aí que entra Astrologia.
Através dos seus simbolismos podemos encontrar caminhos mais fáceis, ou mais rapidos, para os problemas mais difíceis.
Podemos detectar padrões não saudáveis e modificá-los antes que causem danos.

E, em conjunto com os tratamentos médicos, fazer um caminho paralelo em direção ao equilíbrio e harmonia, dentro do que nos for possível.

Semelhante à interpretação de outros assuntos no mapa astrológico, o velho esquema ainda é importante:
PLANETAS: atores
SIGNOS: como eles atuam (dramático, frio, etc)
CASAS: onde eles atuam, o palco
ASPECTOS: facilidade ou dificuldade, conseguem desempenhar ou não

ASCENDENTE: automóvel
SOL: motorista
LUA: bagagem
SIGNOS: como dirige
PLANETAS: motivos para dirigir
CASAS: onde está no momento
MEIO DO CÉU: a estrada
ASPECTOS: desempenho no conjunto (calmo, acidentado, etc)

CASA: local
SIGNO DA CASA: reação ao assunto da casa
REGENTE DA CASA: energia necessária para resolver o assunto
PLANETA DA CASA: maneira importante de usar o regente da casa
GERAL:

- SIGNOS: anatomia, parte material, mudam os planetas (filtros da energia) - indica o órgão afetado

- CASAS: pontos de expressão das ações planetárias (partes da personalidade, locais e causas de manifestação da energia). Informam locais. - fator que desencadeia o problema (exemplo: casa 10 profissão, casa 5 filhos ou excessos sexuais, casa 4, hereditariedade, etc)

- PLANETAS: fisiologia, funcionamento, função - regulam o fluxo de energia e marcam o funcionamento geral do corpo (energia)

- PLANETA APLICADO (aquele que recebe o aspecto) - indica o tipo de problema

- PLANETA APLICANTE (aquele que envia o aspecto) - indica o agente provocador do problema e o tempo que o problema se manifestará

- ASPECTOS: relação entre as energias que provocam modelos de conduta em áreas distintas. Informam facilidade ou dificuldade que a energia circula. - indicam a intensidade do problema

- PLANETAS, CASAS, SIGNOS INTERCEPTADOS: origens psicossomáticas, energias ocultas com difícil expressão, difícil compreensão ou difícil diagnóstico

- STELIUM: concentra a energia em um único ponto tornando-o extremamente forte ou tenso, mas causa falta na área oposta.

- MAPA ESPALHADO (contrário do stelium): desconcentra e dispersa, mas se comunica bem.

- O SISTEMA DE CASAS utilizado influencia nos resultados.
Entre os mais utilizados estão Plácidus, Kock, Alcabitus e Regiomontanus, Casas Iguais a partir do Ascendente (nesse sistema se usa o Meio do Céu como um ponto separado na casa que cair).
Antes de decidir qual usar é preciso testar pessoalmente e descobrir qual deles funciona melhor para você.

- ESTRELAS FIXAS
As chamadas "Estrelas Fixas" (na verdade elas se movem, mas tão lentamente que da perspectiva da Terra elas parecem fixas) são importantes em qualquer mapa, seja de Astrologia da Saúde ou não.
Se estiverem em ângulos principalmente nas casas 1 e 10, ou em conjunção com Sol ou Lua, Ascendente, Meio do Céu ou com o Hyleg, elas tem uma influência forte, capaz de mudar a interpretação de um mapa aparentemente "bom" ou "ruim".
Uso a conjunção, e em alguns casos, e conforme a estrela, também a oposição.
Dou orbe de 3° para as maiores magnitudes.
Para os planetas e outros pontos do mapa, uso orbe de 5°.
Assim que for possível, pretendo fazer um post sobre esse assunto.

- ECLIPSES PRÉ NATAIS do Sol ou da Lua em conjunção com Sol, Lua ou casas angulares são fatores problemáticos que diminuem a vitalidade e a resistência à doenças, além de causarem confusões nos diagnósticos.
Os aspectos harmônicos principalmente os trígonos com Júpter ou Vênus suavizam e protegem.

Enfim, há muito mais ainda para mencionar em Astrologia da Saúde.
Se você se interessa, sugiro ler as fontes citadas.
Essa série de posts sobre Astrologia e Saúde é um roteiro.
Em Astrologia, não existem receitas prontas, o que existe são fórmulas e técnicas que devem ser testadas pela pessoa que interpreta antes de aceitar qualquer coisa como verdade absoluta.


Fontes consultadas :
Manual de Astrologia - Sepharial
Astrologia Médica - Juan Trigo
Planetas em zona de stress e crises de transformação (planetas e crises) - Bruno e Louise Huber
Energias e saúde - Carlos Sol e Maria Luna
Astrologia de Saúde Funcional e Ortomolecular - Elizabeth Queiroz-Tibet
Paulo Silva - site de Astrologia Medieval http://www.astrologiamedieval.com/Estudos.htm
Astrologia e Arte de Curar - A.T.Mann



Namastê.

Astrologia e Saúde 5: Vias de Cura - Causas, Evolução, Terapias

Astrologia e Saúde 5 : Vias de Cura - Causas, Evolução, Terapias

O conjunto de signos, planetas, casas e aspectos mostra:

1) predisposição às doenças - Elementos (Fogo, Terra, Ar, Água)
2) evolução ou trajetória das doenças: degeneração ou cura - Triplicidade (Cardinal, Fixo, Mutável)
3) ataques, agudos ou graves (causas) - conjunto do mapa com uso das Progressões, Direções e Trânsitos.
4) vias de cura: atitude e defesas - compreensão do mapa

Os primeiros a analisar são o Sol, Lua e Ascendente (casa 1), casas 6, 12 e 8 e seus regentes, Hyleg.
Mercúrio (estrutura do pensamento e estado mental)
Saturno (área de carências)
Ao analisar o Ascendente e as casas 6, 8 e 12 leva em conta os planetas ocupantes dessas casas e seus regentes.

- importante: todo o estudo de Astrologia relacionada com saúde ou doenças se presta para auxiliar no processo de cura, e jamais substitui qualquer tratamento médico.

1) PREDISPOSIÇÕES do corpo no mapa natal:

Primeiro analisamos o potencial. Isso é visto no mapa natal.

- relação entre Sol e Lua

- aspectos e relações entre Ascendente e seu regente (constituição física básica do corpo)

- distribuição dos planetas nos elementos

- planetas e aspectos relacionados com casas 6, 8, 12

- planetas com desafios em ângulos (casas 1, 4, 7, 10)

- configuração geral dos aspectos (padrões do mapa: Grande Quadrado, Grande Trígono, falta de conjunções, falta de oposições, etc)

- distribuição dos planetas por signos e quadrantes (femininos, masculinos, individuais, sociais, etc)

- balanço de aspectos entre os planetas

2) TRAJETÓRIA,
evolução curta ou longa para degeneração ou cura no mapa natal:

Depois analisamos se a doença será de curta ou longa duração, e de que maneira ela evolui ou cura.

- triplicidade - Cardinais, Fixos, Mutáveis.

- elementos - Fogo, Terra, Ar, Água.


3) CAUSAS,
Ataques agudos ou graves no mapa natal:

Depois analisamos a gravidade da doença:

- Casa 6 - agudas (poder de ação pessoal)

- Casa 12 - crônicas (pouco poder de ação pessoal)

- Casa 8 - fatais (relacionadas com a força interna e a longevidade)

- Lua - estrutura íntima dos tecidos e distribuição de líquidos, importante na análise das cirurgias e intervenções curativas, principalmente nas emoções

- Sol, Lua e Ascendente- estrutura física, emocional e psicológica, nível de energia ( capacidade para enfrentar a doença)

- Hyleg- em conjunto com Sol, Lua e Ascendente (potencial de cura)

- Relações entre as casas 8 e 12 - a última doença, a doença mais difícil

- Aspectos ou posições difíceis nessas casas produzem doenças, e aspectos ou posições positivas trazem proteção ou defesas.

4) VIAS DE CURA / atitudes e defesa no mapa natal:

Todos os signos e planetas atuam em todas as partes.

De acordo com as listas dos posts anteriores, as coisas começam e Áries (cabeça) e terminam em Peixes, a vitalidade é do Sol, a distribuição de nutrientes é da Lua, etc,
exemplo: na respiração atuam os signos positivos (inspiração) e negativos (expiração), a coluna vertebral tem regências do Sol e Saturno, mas se relaciona com todos os 12 signos como as teclas de um piano.

As regências são sempre compostas.
Não basta seguir tabelas.
É preciso analisar com profundidade o mapa obsevando as posições, forças, fraquezas, signos, casas, aspectos, regências e relacionamento entre os planetas.

Equilibrar os elementos para que não haja faltas nem excessos.
exemplo: muito quente necessita esfriar, e muito frio necessita esquentar, e o desafio entre esses os dois necessita de uma terceira força que não elimine nenhum.

Sol: ações que aumentem ou suavizem a vitalidade e o nível de energia
Lua: aumentar ou diminuir o emocional, água e líquidos ou dieta
Mercúrio: aumentar ou diminuir movimentos, massagens, fisioterapias, etc
Vênus: desintoxicação
Marte: ações rápidas e fortes, cirurgias, ou acalmar, aquecer ou esfriar
Júpter: aumentar ou diminuir crescimentos (engordar ou emagrecer), movimentos, ginástica, etc
Saturno: estrutura e força, eliminar (ex: cristalizações, emagrecer) ou fortalecer (ex: osteoporose, carência de vitaminas ou outras carências)
Urano: aumentar ou diminuir a eletricidade (reações químicas ou neurológicas)
Netuno: aumentar ou diminuir a sensibilidade (anestesiar ou acordar)
Plutão: eliminar (cirurgia, desintoxicação) ou persistir (transfusões, transplantes, suplementos)

- importante: remédios, tratamentos e cirurgias devem ser prescritos por um médico.

SISTEMAS DO CORPO no mapa natal:

Endócrino - Lua e Netuno, Vênus
Circulatório - Sol, Mercúrio, Júpter e Urano
Múscular - Marte e Júpter
Esquelético - Saturno
Respiratório - Mercúrio
Digestivo - Lua
Genital e Urinário - Vênus, Plutão, Marte
Excretor - Plutão
Reprodutor - Lua
Nervoso - Mercúrio e Urano, Marte, e Lua/Netuno
Imunológico - Signos e Casas Mutáveis, Mercúrio, Júpter, Netuno

12 ESTADOS MENTAIS do Dr BACH
e negatividades no mapa natal

1. Entusiasmo excessivo, fanatismo = Sol (Leão) - flor Verbena
2. Indiferença ou aborrecimento, desinteresse, distração = Lua (Câncer) - flor Clematide
3. Desconfiança ou receios, falta de confiança = Mercúrio (Gêmeos) - flor Cerato (Plumbago)
4. Dúvida ou desânimo = Vênus (Touro) - flor Genciana
5. Indecisão = Vênus (Libra) - flor Escleranto (erva-dura)
6. Impaciência = Marte (Áries) - flor Impatiens (beijo de frade)
7. Preocupação, tortura mental, fuga dos problemas = Júpter (Sagitário) - flor Agrimônia
8. Medo = Saturno (Capricórnio) - flor Mímulo
9. Debilidade, abatimento, prostração, desespero = Mercúrio (Virgem) - flor Centaura
10. Indiferença, isolamento, solidão = Saturno, Urano (Aquário) - flor Violeta d'água
11. Terror, pânico = Júpter, Netuno (Peixes) - flor Rock Rose (Alecrim das paredes)
12. Preocupação excessiva, possessividade = Marte, Plutão (Escorpião) - flor Chicória

7 DOENÇAS PRINCIPAIS do Dr BACH
e negatividades no mapa natal:

1. Ignorância, falar ou aprender = Mercúrio, Touro
2. Crueldade, dor, sofrimento pessoal = Marte, Saturno
3. Orgulho, impaciência, rigidez = Signos Fixos
4. Instabilidade, indecisão, falta de propósito = Signos Fixos e falta de Terra
5. Egoísmo, preocupação excessiva, neuroses = Signos de Água
6. Ganância, negação da liberdade = Escorpião e Leão, Júpter
7. Ódio, isolamento = Câncer, Saturno, Marte

Esses estados são sentidos principalmente se os planetas tiverem alguma relação (signo, casa, aspecto, regências, etc) com a Lua, Ascendente e Sol.

A RODA DAS TERAPIAS:

ÁRIES: O grito primal, renascimento, osteopatia craniana, tratamento de traumas
TOURO: massagens, shiatsu, terapias com sons
GÊMEOS: diálogos verbais, programação neurolinguística
CÂNCER: psicoterapia, terapia familiar, florais
LEÃO: gestalk, quiropraxia, treinamento autógeno
VIRGEM: nutrição, herbalismo, fármacos
LIBRA: biofeeback, acupuntura, terapias sensuais, terapia de grupo
ESCORPIÃO: psicologia transpessoal, morte e arte de morrer, terapias com drogas alucinógenas, terapias que trabalhem com as emoções mais profundas e não reconhecidas ou reprimidas pelo indivíduo (trazer à consciência o subconsciente ou inconsciente para ser tratado)
SAGITÁRIO: bioenergética, reiki, ioga, meditação. práticas religiosas, reflexão pessoal
CAPRICÓRNIO: psicossíntese, integração estrutural, massagens para dissolver rigidez
AQUÁRIO: astrologia, medicina energética, radiestesia, homeopatia
PEIXES: reflexologia, curas usando a fé ou religiões (orações, passes, vida passadas, etc), método Piaget, vida intra-uterina

Áries, Touro, Gêmeos, Câncer - psicanálise freudiana (distúrbios que chegam da infância)

Leão, Virgem, Libra, Escorpião - condicionamento mental, análise transacional (ênfase no poder da mente)

Sagitário, Capricórnio, Aquário, Peixes - psicologia analítica de Jung (símbolos)

ELEMENTOS

Elemento FOGO: Energizar, aquecer, movimentar, descarregar ou gerar energia (fazer ginástica, ir para o Sol, etc) - desordens na energia

Elemento TERRA: Massagens, dietas, ervas, remédios naturais ou alopáticos - desordens físicas

Elemento AR: Técnicas de respiração, caminhadas ao ar livre, terapia com palavras e pensamentos, terapias de grupo - desordens no pensamento ou respiração

Elemento ÁGUA: Trabalhar a sensibilidade, usar líquidos - desordens emocionais ou nos líquidos

Lembre:
Fogo e Ar se alimentam
Água e Terra se alimentam

Para diminuir Fogo, usar Água ou Terra
Para diminuir Terra, usar Fogo ou Ar
Para diminuir Ar, usar Terra ou Água
Para diminuir Água, usar Terra ou Ar

Fogo movimenta, aquece e seca
Terra concentra ou alimenta, seca e esfria
Ar organiza umedece e esquenta
Água purifica ou alimenta, umedece e esfria

O mais importante é equilibrar os elementos, lembrando que muito Fogo seca Água e muita Água apaga o Fogo, etc

Combine os elementos:
Sol/Lua/Ascendente, Hyleg,
casas 1-6-8-12 ,
Planetas/Signos/Casas do problema analisado e finalmente
o conjunto dominante do mapa.

TRIPLICIDADES

CARDINAL: Ações rápidas, cirurgias, terapias que o indivíduo tenha bastante independência e liberdade para decidir, tratamentos ou remédios novos

FIXO: Exames, tratamentos longos e profundos, terapias que seja necessário ter persistência e disciplina a longo prazo, ações lentas e duradouras que vão se aprofundando aos poucos, tratamentos ou remédios tradicionais

MUTÁVEL: ações multidisciplinares, terapias que seja necessário persistência mas que não sejam rígidas e possam sofrer mudanças durante o tratamento para não cair em uma rotina muito longa, tratamentos ou remédios que misturem o novo com o tradicional

DESCOBRINDO AS CAUSAS

O mapa natal mostra o potencial de saúde e doença.
Tudo o que é importante está ali.

Primeiro, analisamos o mapa natal e sua estrutura para verificar os potenciais (nem todos os potenciais se manifestam).

Segundo, analisamos as técnicas de previsão, iniciando pelas progressões e direções e depois pelos trânsitos.

Com as Progressões e Direções situamos no tempo o momento de manifestação da doença.
Isso deve ser confirmado com os Trânsitos - incluindo-se aí o Retorno Solar (que é um "trânsito colegado por um ano").

Através dos Trânsitos, Direções e Progressões percebemos onde o céu ou o destino está tocando o mapa no momento em que a doença se manifesta.

O desafio tocado corresponde à causa e ao tempo de manifestação.

Quando, em Trânsito/Direção/Progressão, esse ponto é ativado a doença se manifesta.

Os planetas considerados maléficos - Marte, Saturno, Urano, Netuno e Plutão tem seus Signos associados aos estágios psicológicos mais frágeis da vida, e as partes do corpo mais vulneráveis.
Suas conjunções são excepcionalmente fortes e críticas para desencadear problemas aos quais não poderemos ficar indiferentes.

- Doenças que acontecem na infância - afetam primordialmente o corpo emocional.
No caso de se manifestarem na vida adulta são mais difíceis de tratar, porque o corpo emocional está mais rígido e com menos energia. exemplo: sarampo.
As doenças infantis são mais graves do que parecem. Se a criança não as teve, não desenvolveu imunologia para elas.
Doenças infantis são aquelas que estão também intimamente relacionadas com os pais, ou a família.
Hereditárias ou não, as crianças não podem cuidar sozinhas de suas doenças, e isso implica em envolvimento dos pais e/ou da família na cura.
Portanto, é tarefa dos pais buscar uma cura, seja por carma ou obrigação.

- Doenças que se manifestam na idade adulta - afetam primordialmente o corpo mental.
As doenças da idade adulta, hereditárias ou não, são tarefas da própria pessoa para buscar a cura e modificar seus hábitos e/ou comportamentos de vida.
Ainda que o doente necessite de ajuda e apoio, é tarefa sua curar ou não, pois nessa etapa da vida já temos discernimento, experiência e consciência própria para decidir.

- Doenças que se manifestam na maturidade- são manifetações de desgaste e envelhecimento do corpo físico.
Hereditárias ou não, são um preparo para a nossa partida, um lembrete que somos mortais.
Essas doenças na maioria das vezes são consequências de nossas ações/pensamentos/emoções nas etapas anteriores e, enquanto estamos vivos, ainda podemos decidir se iremos melhorar ou não.

Doenças da transcendência - relacionadas com a gestação.

Fontes consultadas :
Manual de Astrologia - Sepharial
Astrologia Médica - Juan Trigo
Planetas em zona de stress e crises de transformação (planetas e crises) - Bruno e Louise Huber
Energias e saúde - Carlos Sol e Maria Luna
Astrologia de Saúde Funcional e Ortomolecular - Elizabeth Queiroz-Tibet
Paulo Silva - site de Astrologia Medieval http://www.astrologiamedieval.com/Estudos.htm
Astrologia e Arte de Curar - A.T.Mann

Namastê.


Astrologia e Saúde 4: Hyleg

Astrologia e Saúde 4 : Hyleg

HYLEG


- importante: todo o estudo de Astrologia relacionada com saúde ou doenças se presta para auxiliar no processo de cura, e jamais substitui seu tratamento médico.

Ao analisar a saúde no mapa astral, é importante encontrar o Hyleg e seus acompanhantes.

Hyleg é o planeta que protegerá a saúde, e também dará informação sobre as principais doenças, denominado de "o dispensador da vida".

Hyleg é o ponto do mapa de onde se analisa a força ou a fraqueza geral.

Hyleg pertence às técnicas de Astrologia Tradicional (ou Medieval) e embora seja utilizado para verificar saúde/doença, era mais utilizado para analisar a estimativa de longevidade.
Há tabelas para longevidade mas não é assunto desse post.
Para quem se interessar, essas tabelas são facilmente encontradas em livros de Astrologia Medieval ou mesmo na internet.

Se o Hyleg é forte a tendência é de boa resistência física e força para vencer as doenças.
Também informa o tipo de doença mais comum ou mais forte que afeta o indivíduo.

1) Primeiro método:

1. A preferência é para o Sol ou para a Lua.
Se estiver abaixo do horizonte não poderá ser Hyleg.

2. Se está na casa 8 ou na 12 não poderá ser Hyleg (não é consenso, alguns usam Hyleg nessas casas).

3. Se estiver no Ascendente poderá ser Hyleg, com a condição de não estar a mais de 20 graus da cúspide nem em conjunção com a casa 2, nem a 5 graus anteriores na casa 12. Ou seja: Na casa 1 até 5 graus antes e até 20 graus depois sem fazer conjunção com a 2.

4. Se tanto o Sol como a Lua empatam nessas condições, escolhe-se o mais forte.
A ordem de prioridade das casas é (nessa ordem)
casa 10,
Ascendente (a 5 graus da casa 12 até 20 graus da cúspide sem fazer conjunção com a casa 2),
Casa 11,
Casa 9,
Casa 7.

5. Quando nem o Sol e nem a Lua cumprem as condições, usa-se o Ascendente.
Se Sol ou Lua estiverem fortes e em seu Sect, escolher o mais forte.
Caso o Almuten de um deles estiver mais forte, escolher o Almuten (planeta que consegue maior número e mais fortes dignidades no grau ocupado pelo escolhido).

6. Os candidatos a Hyleg são (nessa ordem):
Sol,
Lua,
Ascendente,
Roda da Fortuna,
planetas regentes desses todos.

7. Em caso de nenhum deles satisfazer os critérios,
usar o Ascendente, caso a lunação anterior ao nascimento tenha sido Lua Nova, ou
usar a Roda da Fortuna caso a lunação anterior ao nascimento tenha sido Lua Cheia.

8. Para nascimentos à noite dar preferência para a Lua, usando os mesmos critérios do Sol (nessa ordem): acima do horizonte, Casa 10, Ascendente (no máximo 5 graus na casa 12 até 20 graus da cúspide sem fazer conjunção com a casa 2), Casa 11, Casa 9, Casa 7.
E para nascimentos de dia iniciar pelo Sol.

9. A maioria dos autores exige que o planeta ou ponto escolhido para Hyleg esteja aspectado pelo seu regente.

10. Se não for possível por nenhum critério escolher um Hyleg, o indivíduo terá vida curta.

11. A duração da vida tem vários critérios, começando pelas Direções Primárias e as relações entre o significador da vida e o da morte.

2) Segundo método:

1. Sol, se o nascimento for de dia, se estiver nas casas 1, 10 ou 11, ou estiver em signo masculino poderá estar nas casas 7, 8 ou 9.
Deverá estar aspectado pelo seu regente.

2. Lua, se o nascimento for à noite, se estiver casa angular ou fixa ou casa 3, quadrante feminino, em signo feminino para mulheres e masculino para homens.
Deverá estar aspectada pelo seu regente.

3. Se nenhum dos luminares ocupar posição de Hyleg:

- Lua Nova antes do nascimento: escolher o Ascendente, se estiver aspectado pelo seu regente. Se não for possível o Ascendente, escolher a Roda da Fortuna caso esteja em casa angular ou fixa e aspectada pelo seu regente.

- Lua Cheia antes do nascimento: escolher a Roda da Fortuna com os mesmos critérios acima, e no caso de ela não servir, usar o Ascendente com os mesmos critérios acima.

Quadrantes feminos: 2 (casas 1, 2, 3) e 4 (casas 7, 8, 9)
Quadrantes masculinos: 1 (casas 10, 11, 12) e 3 (casas 4, 5, 6)

3) Terceiro método:

1. Locais de hilegia com orbe de 5° para mais ou para menos (nessa ordem):
Ascendente
Meio do Céu
Casa 7
Casa 9
Casa 11

2. Nascimento de dia:
- Analise o Sol. Se ele não estiver em local de hilegia, analise a Lua.
- Se nem Sol nem Lua ocuparem locais de hilegia, analisar o planeta que tenha Sol em domicílio, exaltação, triplicidade, decanato ou termo.
- Se não encontrar aí, verifique a cúspide do Ascendente.
- Se não encontrar aí, verifique o local onde ocorreu a última Lua Nova antes do nascimento e analise esse ponto

3. Nascimento de noite:
- Analise a Lua. Se ela não estiver em local de hilegia, analise o Sol.
- Se nem Lua nem Sol ocuparem locais de hilegia, analisar o planeta que tenha Lua em domicílio, exaltação, triplicidade, decanato ou termo.
- Se não encontrar aí, verifique o local onde ocorreu a última Lua Cheia antes do nascimento e analise esse ponto
- Se não encontrar aí, verifique o local da Roda da Fortuna

4. Quando o Sol ou a Lua ocupam locais de hilegia mas estão debilitados, porém o regente do signo também está presente aí, ele será o Hyleg.
exemplo: em mapa diurno que o Sol ocupa o MCéu mas está em Aquário (exílio) porém Urano (ou Saturno) também está aí, ele será o Hyleg e não o Sol.

4) Para todos os métodos:

Sol e Lua em domicílio ou exaltação podem ser Hyleg e Alcohoden ao mesmo tempo (Sol em Áries ou Leão, Lua em Câncer ou Touro nas casas citadas).

Planeta combusto não pode ser Hyleg nem Alcohoden.

Para saber a força e fraqueza do Hyleg encontrar também:

- Afeta: planeta que envia o melhor aspecto ao Hyleg - atua como suporte.

- Alcohoden: planeta que tem mais dignidades no grau do Hyleg e faz aspecto com ele - indica a expectativa da vida (não é assunto desse post, esse cálculo aumenta ou diminui a expectativa conforme a posição por casa e os planetas que lhe fazem aspecto).

- Anareta: planeta que envia o pior aspecto ao Hyleg - atua como destruidor.

Depois de encontrar, verificar as forças e fraquezas do Hyleg, Afeta, Alcohoden, Anareta).

A posição do Hyleg é um forte indicador de saúde - força ou fraqueza.
Esse é um dos pontos muito sensíveis aos trânsitos, e sua posição nas progressões ou direções também determina épocas de saúde ou doença.

Mesmo se não forem Hyleg, o Sol, a Lua e o Ascendente continuam sendo significadores da vida, saúde ou doença, seguidos pelos planetas/signos/casas relacionados com o problema que estamos buscando respostas.

Se mais de um planeta empatar nos critérios para Alcohoden, selecionar (em ordem):

1. Planeta que tiver mais dignidades no grau do Hyleg.
2. Planeta em casa angular ou fixa.
3. Planeta mais próximo de casa angular do que fixa.
4. Planeta mais dignificado no seu próprio grau.
5. Planeta mais próximo do Sol - sem estar combusto, ou da Lua.
6. Planeta oriental.
7. Planeta em aspecto mais exato ao Hyleg (orbe menor).


Fontes consultadas :
Manual de Astrologia - Sepharial
Astrologia Médica - Juan Trigo
Planetas em zona de stress e crises de transformação (planetas e crises) - Bruno e Louise Huber
Energias e saúde - Carlos Sol e Maria Luna
Astrologia de Saúde Funcional e Ortomolecular - Elizabeth Queiroz-Tibet
Paulo Silva - site de Astrologia Medieval http://www.astrologiamedieval.com/Estudos.htm
Astrologia e Arte de Curar - A.T.Mann


Namastê.

Astrologia e Saúde 3: Lua e Gravidez

Astrologia e Saúde 3: Lua e Gravidez
 Lua e Gravidez são assuntos principalmente femininos, mas não excluem os homens.

A Lua está ligada aos ciclos reprodutivos e fertilidade femininos, mas também às emoções - os homens não menstruam, mas tem emoções.

A gravidez é um assunto essencialmente feminino porque acontece no corpo da mulher.
Porém os homens também vieram ao planeta através de uma mulher que engravidou, e essa gravidez está registrada no seu mapa natal.

- importante: todo o estudo de Astrologia relacionada com saúde ou doenças se presta para auxiliar no processo de cura, e jamais substitui qualquer tratamento médico.

LUA:

A Lua é um dos pontos de maior sensibilidade no mapa de nascimento.

No dia a dia, são nossas reações automáticas, aquelas reações que temos quando somos pegos de surpresa e não temos tempo de raciocinar.

Associada às emoções, ela diz a respeito do estado de espírito e humor predominante no indivíduo, bem como tipo de ambiente que a pessoa prefere estar, e as atividades que escolhe para relaxar.

A Lua do nosso mapa natal corresponde ao ambiente que sentimos como o mais familiar, íntimo e relaxante.

Se ela tiver muitos aspectos desafiantes, teremos dificuldade para relaxar, embora continue sendo o ambiente/local/atividade/experiência mais parecida com o colo da mamãe.
No caso dos aspectos tensos, isso pode e deve ser trabalhado pela pessoa, para poder usufruir dos seus benefícios.

Um dos simbolismos da Lua é a Mãe.
Tanto a imagem que temos de nossa mãe, como o tipo de mãe que provavelmente seremos.

Para os homens, a imagem de sua mãe, e o arquétipo de mãe que vai preferir para gerar filhos.

Usar a Lua para curas é como aprender a ser sua própria mãe.
Isso vale para homens e mulheres, uma vez que ambos vieram ao mundo através de uma mãe, e ambos tem emoções.

Quando estamos cansados ou desgastados, é na Lua que vamos buscar repouso ou relaxamento.
Os ambientes e atividades relacionados com a Lua Natal dão a sensação ao indivíduo de estar em casa e à vontade.
Ela é importante na cura dos problemas.

Da mesma forma que a Lua natal, a Lua em trânsito também influencia no humor/estado de espírito da pessoa.

Um ciclo completo da Lua (mês lunar) leva 28-29 dias para dar uma volta completa em torno da Terra, e para passar pelos 12 Signos.
Esse ciclo, quando observado em relação ao Sol, dá origem ao que conhecemos como "Fases" da Lua.

A Lua regula todos as águas e os líquidos, a umidade, dentro e fora do corpo físico.
Nas mulheres, a Lua regula o ciclo menstrual, fertilidade e gestação.

A Lua, além de se relacionar com Mãe, Líquidos e Emoções, também simboliza algo importante nos processos de cura: HÁBITOS e CONDICIONAMENTOS.
Todos os nossos condicionamentos de infância e hábitos são mostrados pela Lua - os potenciais pelo mapa natal e os adquiridos mais tarde pelas progressões/direções e trânsitos.

Nesse sentido, a Lua é fator importantíssimo na cura, pois a manifestação de alguma doença vai implicar em mudança de hábitos (no mínimo).

LUA NOVA: os líquidos se contraem. Boa época para cirurgias, extrações, etc porque tendem a sangrar menos. (Inverno, Meia Noite)
LUA CRESCENTE: semelhante à Cheia, com menor intensidade. (Primavera, Amanhecer)
LUA CHEIA: os líquidos se expandem. Tendência a sangrar mais. Favorece os partos. (Verão, Meio Dia)
LUA MINGUANTE: semelhante à Nova, com maior intensidade. (Outono, Entardecer)

Luas em fases claras (Crescente e Cheia) facilitam o parto, principalmente se estiverem em aspecto de trígono.

A fase da Lua no nascimento influencia forte no mapa natal, dando a natureza expansiva ou contraída e os planetas seguem essa natureza.

Textos sobre a Lua que você encontra nesse blog:

Os posts podem ser usados em atividades que lhe aproximem mais de sua Lua natal.

GRAVIDEZ e etapas da vida no mapa natal

A fertilidade e a gestação são regidas pela Lua, em Astrologia.

Abaixo, transcrevo o ciclo de Huber para a gravidez:

casa 4: gravidez e reação do pai

casa 5: como a mãe viveu o namoro e o amor, na gravidez

casa 6: como a mãe cuidou do seu corpo e se sentiu no emprego, na gravidez

casa 7: relacionamento entre os pais

casa 8: paixão do pai pela mãe e estado emocional da mãe antes e durante a gravidez

casa 9: fase da concepção até 2 meses de gestação - criando sistema cerebral, fase de auto realização da mãe (natureza do envolvimento sexual/emocional dos pais)

casa 10: gravidez até 2 a 4 meses, como foi reconhecida e aceita pela mãe - criando o sistema ósseo, descoberta da gravidez

casa 11: gravidez de 4 a 6 meses, e interação social da mãe grávida - criando sistema nervoso, idealismo e planejamento da mãe

casa 12: gravidez de 6 a 9 meses, repouso - criando sistema linfático, isolamento e sacrifício da mãe

casa 1: parto, reação dos pais até 2 anos - personalidade do bebê/indivíduo

Eixos:

casa 2: alimento, segurança sentida pelo bebê de 2 a 4 anos, estabilidade dos pais, horários de sono, tranquilidade do ambiente, sentido de território e espaço da criança - realidade física do bebê/indivíduo
casa 8: crises de atenção, falta de tempo dos pais

casa 3: escola - 4 a 7 anos - mobilidade e comunicação
casa 9: princípios educacionais dos pais

casa 4: consciência da família, modelos, 7 a 14 anos - lar e emoções familiares
casa 10: papel social dos pais

casa 5: sexualidade, 14 a 21 anos - autoconhecimento e escola
casa 11: grupos

casa 6: trabalhos humildes, educação e saúde - 21 a 28 anos
casa 12: fugas da realidade

casa 7: casamento e sociedades, 28 a 42 anos
casa 8: crises, desafios da maturidade, 42 a 56 anos

casa 9: ler ou viajar, 56 a 70 anos
casa 3: reaprendizado

casa 10: 70 a 84 anos, revisão
casa 4: família, final da vida




O ASCENDENTE diz
como foi o seu PARTO / NASCIMENTO:

O Ascendente é calculado com base na hora exata do nascimento - a hora da primeira respiração.
Esse momento também corresponde ao parto da sua mãe.

Abaixo, uma lista de Ascendentes que serve como um esboço e sugestões, não use como receita de bolo, pois o Ascendente muitas vezes contém signos interceptados (nesses casos interpretar os dois signos).

Além disso a presença de planetas aí e da posição do regente (ou mais, se tiver) também modifica a interpretação.

A casa 12 do mapa natal representa o momento anterior ao parto (o trabalho de parto da mãe). Como uma casa de sacrifícios, ela representa o "sacrifício da mãe".

ÁRIES: inquieto, energético, afirmativo, impulsivo, agressivo, impaciente, cirurgia, fórceps, pessoas impacientes próximas, hospitais.

TOURO: estável, quieto, seguro, sensual, doméstico, belo, atraente, simples, mulheres parteiras, pessoas gentis, afetuosas, atenciosas.

GÊMEOS: mutável, ambíguo, adaptável, instável, falante, observador, dualístico, presença de observadores, crianças, conversadores, barulho, tagarelice.

CÂNCER: melancolia, despretensão, simplicidade, maturidade, passividade, calor humano, conservadorismo, confiança, sensibilidade, parteiras, mulheres, pessoas sensíveis e afetuosas.

LEÃO: autoritário, confiante, jovial, mente aberta, orgulhoso, esportivo, caloroso, dominador, extrovertido, valente, ativo, alegre.

VIRGEM: ingênuo, original, estável, crítico, nervoso, limpo, higiênico, hospitais, cauteloso, atento, observadores, críticos, estudantes de medicina, grupos, colaboradores, assistentes.

LIBRA: equilibrado, harmonioso, despretensioso, cômodo, autoritário, vaidoso, conversador, melancóllico, polido, sociável, jovens, mulheres, parteiras, amigos.

ESCORPIÃO: desarmonioso, úmido, exaltado, cauteloso, trabalhoso, apaixonado, impulsivo, violento, cirúrgico, perigoso, brutal, sobrevivente, poderoso, grandes hospitais, público, cesárea, fórceps, risco de vida, médicos, cirurgiões.

SAGITÁRIO: entusiasmado, divertido, exótico, bem humorado, sociável, desorganizado, falante, religioso, médicos, padres ou freiras, avós, parentes, hospitais.

CAPRICÓRNIO: concentrado, prático, sério, longos trabalhos, difícil, inibido, ansiedade, contenção, austero, paternal, frio, lento, caro, médicos, cirurgiões, pessoas idosas.

AQUÁRIO: amigável, desapegado, progressista, sociável, criativo, excêntrico, idealista, organizado, tecnológico, instrumentativo, não ortodoxo, rebelde, científico, rítmico, médicos, pessoas idosas, avós.

PEIXES: auto sacrificante, inseguro, influenciável ou insensível, deprimido, vago, preguiçoso, passivo, sonolento, fraco, drogado, induzido, gentil, simples, isolado, satisfeito, visionário, religioso, psíquico, sonhador, idealista, reservado, místico, instituições.

Fontes consultadas :
Manual de Astrologia - Sepharial
Astrologia Médica - Juan Trigo
Planetas em zona de stress e crises de transformação (planetas e crises) - Bruno e Louise Huber
Energias e saúde - Carlos Sol e Maria Luna
Astrologia de Saúde Funcional e Ortomolecular - Elizabeth Queiroz-Tibet
Paulo Silva - site de Astrologia Medieval http://www.astrologiamedieval.com/Estudos.htm
Astrologia e Arte de Curar - A.T.Mann


Namastê.