...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Planetas que regem o Ano na astrologia cabalística

Planetas que regem o Ano, na Astrologia Cabalística

Diferente da astrologia dos mapas astrais do céu, na astrologia cabalística é usada uma tabela, com os Grandes Ciclos e os Pequenos Ciclos, para se determinar as regências dos anos.

Pessoalmente, prefiro usar as regências pelo equinócio de Primavera, considerado o início do Ano Astrológico, levantando o mapa do céu do momento.
Uso 0° Áries, como é convencionado.

Como a Astrologia nasceu no hemisfério Norte e posteriormente veio para o hemisfério Sul, a nível local uso também o equinócio para o lado que estou (Sul) com o equinócio de Primavera a 0° Libra, e complemento isso com os outros Cardinais, pois eles iniciam as estações, abrem Portas.

Também uso o ciclo cabalístico, mas considero esse um tipo de mistura da Astrologia com a Numerologia, o que de forma nenhuma invalida seu significado, só que, na minha opinião, é uma "salada de frutas".

Como também sou uma pessoa tipo "salada de frutas", me sinto livre para fazer meu caldo com os ingredientes que eu escolher.

Adoro estar sempre estudando técnicas diferentes e costumo misturar várias ao mesmo tempo.
No Ciclo Cabalístico, vejo uma união entre Astrologia e Numerologia.

Nas tabelas acima, vemos de onde "saiu" essa tabela.
Seguindo as flechas, na primeira tabela, mais acima, vemos a tabela usada para os dias da semana, e na tabela mais abaixo, a tabela é usada para os ciclos dos anos e os Grandes Ciclos (de 36 anos cada).
Um Grande ciclo dura 252 anos, praticamente a órbita de Plutão.

A tabela dos Grandes Ciclos inicia sempre com Saturno, e dura 36 anos cada ciclo.

Dentro desse, temos 1 ano para cada planeta, conforme a tabela da estrela, acima.

O primeiro ano de cada Grande Ciclo é sempre regido pelo planeta que o comanda.

Atualmente, estamos no Grande Ciclo do Sol, que iniciou em 1981, e 2014 foi regido por Júpter.
2015 será regido por Marte.

A tabela dos Ciclos dos Anos segue a tabela dos dias da semana (a tabela de cima): 
Domingo/Sol, 
Segunda-feira/Lua, 
Terça-feira/Marte, 
Quarta-feira/Mercúrio, 
Quinta-feira/Júpter, 
Sexta-feira/Vênus e 
Sábado/Saturno.

O planeta que rege o Grande Ciclo, atualmente o Sol, rege todo o ciclo, e tem uma sub-influência do planeta regente do ano (2014 Júpter e 2015 Marte).

Para analisar isso, alguns seguem essa tabela a partir do início do calendário (01 de janeiro) e outros a seguem a partir do equinócio de Primavera (20 ou 21 março, conforme o ano).

O atual Grande Ciclo do Sol, iniciado em 1981, termina em 2016 (será dupla regência do Sol).

Em 2017, inicia outro Grande Ciclo de Saturno (com dupla regência de Saturno).

Na interpretação pessoal, observe o mapa de nascimento, as posições por signo e casa dos planetas regentes do Grande Ciclo e do ano, sua interação (seus aspectos), bem como as casas que regem, se são dispositores de outros planetas e seus aspectos com eles.
Além disso, veja, nos Trânsitos e Progressões onde estão atuando em seu mapa de nascimento.
Leve em conta também o dia da semana que inicia o Ano e, se for para mapa natal, o dia da semana do nascimento e o planeta regente da hora local do nascimento.

A tabela abaixo serve para os Grandes Ciclos e para os Anos regidos por esses planetas. Combine a influência do Grande Ciclo + Ano, ou, para seu mapa pessoal, o Grande Ciclo + seu Ano de nascimento (nesse caso ainda coloque os regentes dos dias da semana e das horas planetárias).

Na análise das influências planetárias, leva-se em conta o nível de harmonia entre os dois planetas, os signos e casas que regem, e seus principais assuntos, que são:

SATURNO:
Grande Ciclo 2017 a 2052
Grande Ciclo  1765 a 1800

Terras, propriedades, construções, imóveis. Agricultura.
Estrutura da civilização, hierarquias, pessoas fortes dos governos.
Disciplina, o exército (diferente da polícia, que é Marte). 
Rigidez. Tradições.
Instituições antigas da cultura, geralmente não questionadas.
Os museus, arqueologia, História (da humanidade, da família, de civilizações), o Passado, as descobertas do passado, as heranças, o fator hereditário, as minas, os cemitérios, os trabalhos noturnos e solitários.
Leis. Juízes, quem decide, quem dá a sentença.
Os professores e doutores do conhecimento. Os cientistas. Engenheiros.
Carma, débitos, coisas deixadas para trás por negligência ou incompetência que são cobradas no momento atual.
Lições a aprender, e nesse sentido Saturno é conhecido como o Velho Mestre, ou o Grande Mestre, porque, como "ponte" entre os planetas pessoais/sociais e os planetas geracionais, que estão mais em contato com a galáxia do que com o Sol, Saturno nos ensina o máximo que podemos aprender e nos permite (ou não) passar para outro plano, representado pelos últimos 3.
Saturno também foi por muito tempo conhecido como o Grande Maléfico, porque não dá nada de graça (ao contrário de Júpter), mas tudo o que é conquistado sob sua influência é duradouro, não nos é tirado com facilidade.
As dificuldades de Saturno estão relacionadas com o nosso nível de evolução, pois ele exige disciplina e trabalho duro.
Muitas vezes afeta a saúde, mas isso geralmente acontece por falta de cuidado ou disciplina da pessoa, coisa que Saturno não abre mão, ele representa as doenças crônicas e aquelas causadas pelo desgaste, velhice, mau uso.
Os malefícios simbolizados por Saturno estavam principalmente relacionados à morte - essa morte pode ser simbólica, já que, como citei antes, ele funciona como uma "ponte" para outro nível e, nesse sentido, nós morremos para o passado.
Suas primeiras e mais sentidas questões são materiais.
Saturno é também um cientista muito exigente, não aceita nada que não possa ser provado e utilizado na vida prática. 
Cientistas pertencem a Saturno.
Ao contrário do que muitos pensam, Saturno tem como objetivo o progresso (em seu simbolismo mais positivo), pois só deixa passar o que realmente é comprovado como útil.
Então Saturno inicia seu caminho sempre pela matéria: organizar a saúde, a vida material, a vida familiar - tudo funcionando na prática.
No negativo Saturno é frio, impessoal, cruel, calculista, vingativo, autoritário, materialista, pessimista.
Saturno é também um Iniciador Espiritual, o mais duro deles: quem passa por sua Porta está realmente preparado para ir adiante.
Afetivamente Saturno é frio, e isso lhe deixa um pouco "dolorido", pois pode simbolizar solidão ou relacionamentos profissionais, baseados unicamente na sua utilidade material.
Mas Saturno tem outra coisa importante, que é a busca por segurança (precisamos estar seguros para passar por sua Porta, pois daí em frente seguiremos sozinhos, seremos nosso próprio Mestre).
Essa segurança se manifesta primeiramente na vida material, mas nos relacionamentos Saturno se volta para a família e a proteção de quem ele realmente ama.
Seus vínculos são poucos, mas duradouros e leais.
É a imagem do pai - aquele que traz a comida e constrói a casa, mas o pai duro que não aceita "não".
É fechado para o mundo, mas faz tudo o que pode pela família e pelas poucas pessoas que considera dignas do seu amor.
Seus ciclos são sérios, austeros, baseados em colher aquilo que plantou, e se quiser mais, plante mais.
Busca segurança e se apega na tradição.
Há o lado da rebelde de Saturno, pois também rege Aquário: e contestação às regras, vontade de fazer as grandes mudanças que vão durar bastante tempo.
Só permanece o que é útil e comprovado.
Com Saturno o tempo é demorado, e temos a impressão que ele não passa, mas se arrasta, tudo é demorado, burocrático, às vezes empacado.
Representa os homens mais velhos, as autoridades, chefes supremos e duros, pessoas que detém o poder, podem ser sábios ou rabugentos.
Em contraste com as posições de poder (que Saturno não ganha de graça) também representa os trabalhadores mais humildes, que estão ainda no início da montanha e fazem os trabalhos mais chatos ou pesados, mas que são ambiciosos, e as pessoas velhas (homens ou mulheres).
Saturno sempre tem muitas responsabilidades. 
Saturno cobra o carma, o passado, o que não foi feito corretamente.

JÚPTER:
Grande Ciclo 1837 a 1872

Espiritualidade, estudos, expansão.
Júpter, também conhecido como o "Grande Benéfico", aumenta tudo o que toca, seja para o bem ou para o mal.
Seu pecado é o exagero.
É generoso, bem humorado, busca nobres ideais, busca conhecimento e espiritualidade.
O crescimento econômico, mais investimentos e mais gastos.
Crescimento mental, através de estudos, viagens e contatos com culturas diferentes, imigração/emigração.
Professores, colégios, universidades.
Igrejas, Religiões, Caminhos Espirituais.
Leis, não aquele que decide, mas aquele que faz as leis. As leis são mais discutidas nos seus ciclos.
A ciência expande, a curiosidade aumenta.
São ciclos que o tempo parece voar, pois Júpter se interessa por tudo, adora novidades. Nem todas as novidades chegam para ficar.
Festas, espetáculos, gastronomia, prazeres.
Como uma espécie de "protetor" a ação positiva de Júpter protege de consequências piores.
Bom humor, também tem fúria, mas é passageira.
Busca liberdade e precisa de espaço, pois seu objetivo é crescer e aumentar.
A política ferve, pois são seus os protetores de toda espécie, inclusive os pistolões.
Júpter adora cavalos e animais de grande porte. 
As questões ligadas aos animais e à natureza selvagem também aparecem aqui.
Também as apostas e jogos.
Os cavalos de ontem são os carros de hoje, outro assunto de Júpter. Mas, diferente de Mercúrio, são os carros de grande porte (caminhões, etc) e os luxuosos.
Representa os líderes carismáticos, sejam políticos, religiosos, sociais, líderes que facilmente juntam muitos seguidores apaixonados; cuidado com o fanatismo.
No negativo Júpter é fanático, esnobe, preconceituoso, tem apetite insaciável para qualquer prazer, não tem limites, é arrogante, não respeita os outros, desafia a lei.
Os relacionamentos são importantes nesses ciclos também. 
Diferente de Mercúrio ou Vênus, onde os relacionamentos são pessoais, em Júpter eles são sociais e de apoio.
Em Júpter as coisas são feitas sempre em grande escala, de preferência com luxo e conforto: os banquetes, festas e exagero nos gastos com supérfluos geralmente acontecem aqui.
O princípio de aumentar tudo o que toca vale para o que é bom e para o que não é; Júpter aumenta a sorte, a proteção e a prosperidade, mas também aumenta os vícios, os descontroles e as coisas ilegais.
A expressão da Cultura, da Religião, da Filosofia e da Política são fortes com Júpter, e no seu mapa pessoal reflete o tipo de Religião e Crença que você prefere.
Os esportes também são regidos por Júpter, mas não a nível pessoal, e sim como competição, mais em grupo do que individualmente, a menos que seja pessoalmente destacado dentro de um grupo, ganhador de medalhas, etc
Diferente da cobrança cármica de Saturno, em Júpter temos recompensas cármicas.
Júpter acumula naturalmente, mas gosta de compartilhar tudo: a bondade e a raiva.
Como as coisas são feitas em grande escala, geralmente a imprensa além de ficar sabendo de tudo ainda costuma aumentar ainda mais os acontecimentos e o povo faz bastante barulho.
As paixões de Júpter são muitas e geralmente são seu ponto fraco.
Júpter adora rituais e cerimônias, de preferência belas, caras, alegres e prazerosas.
Representa os homens de prestígio, maduros, experientes, os executivos, as profissões que foram além do nível técnico, os vigorosos, os professores, sacerdotes, os sábios.
Outros papéis de Júpter também são o de Anjo da Guarda, Guru, Mestre Espiritual.

MARTE:
Grande ciclo de 1909 a 1944

O princípio da luta. 
Conhecido como o Guerreiro, Marte tanto rege a guerra como tudo o que necessitar o uso de energia, força e coragem.
Marte é a Porta entre o pessoal e o social.
É a lei da selva, de quem fala mais alto, briga mais, trabalha mais, corre mais, chega primeiro.
Seus ciclos também são apressados, e temos a impressão de que o tempo voa.
Marte é livre por natureza, não aceita restrições.
A iniciativa pessoal, a independência e as conquistas são regidas por Marte.
Nos seus ciclos, podem acontecer guerras, brigas, os desentendimentos aumentam, porque ele não se submete ao que não acredita ou não aceita, não engole sapos e não se conforma.
A busca de si mesmo também é iniciada em Marte.
Embora não se importe muito com espiritualidade e filosofias, Marte tem um código de ética interna que apenas sente e não perde muito tempo analisando.
A mente em Marte é forte e rápida, mas não tem a paciência de Saturno ou a de Mercúrio para fazer cálculos, nem a de Júpter para ficar muito tempo analisando algo interessante.
Em Marte os estudos também estão estimulados, mas aqueles que são mais rápidos, sejam eles de cunho prático ou não, mas se forem muito demorados ele descarta e parte prá outra.
As coisas que cortam são regidas por Marte, sejam cirurgiões, açougueiros, dentistas (junto com Saturno), guerreiros, assaltantes, costureiras, lenhadores, barbeiros, cozinheiros, músicos (Marte usa cordas e metais) geralmente com ritmo forte e percussão, soldados, mecânicos, todos que trabalham com metais, espadas, facas, armas.
Marte é uma Porta ainda incerta, com as primeiras visões de luz a orientar algum caminho, e simboliza o nascimento, o inícoi da vida.
Por isso, Marte também é um Iniciador, é dono dos Começos de tudo, o que não quer dizer que esses Começos vão até o fim, porque Marte não tem paciência com muitos obstáculos.
Quanto a obstáculos, Marte gosta de desafios e de derrubar obstáculos, de lutar. Mas os obstáculos muito grandes, aparentemente intransponíveis são de Saturno, que vai até o fim, enquanto Marte, que não poupa sua energia, desiste e logo inicia outra coisa.
Em Marte temos muita energia, mas ela é usada de uma vez só.
Isso vale para o dinheiro, as paixões, os interesses em novidades.
Então com Marte (isso muda conforme sua posição no mapa astral) temos picos energéticos: o Guerreiro vai com rapidez e com sua força máxima e não dá para manter esse ritmo o tempo todo, o Guerreiro precisa descansar, e geralmente só faz isso quando está realmente exausto, ou quando perde.
No negativo Marte é a guerra, o violento, agressivo, raivoso e impulsivo.
No seu mapa, Marte mostra como você expressa a raiva, mostra seu lado masculino, sua agressividade, sua força pessoal, nível de energia física, capacidade de trabalhar, conquistar e lutar.
Não tem muita paciência para rituais e cerimônias e gosta das coisas mais informais e descontraídas.
As reuniões, encontros e festas tem um gosto especial quando são marcadas quase na hora e vão seguindo seu ritmo livremente.
A força e vitalidade física de Marte também se relacionam com o esporte, mas mais a nível pessoal, pois precisa muito descarregar energia física.
As paixões e o sexo são fortes e rápidas.
A espiritualidade não está fechada para Marte, pois ele é uma Porta, mas não lhe interessa, porque sua função é defender o aqui e agora e garantir a caça para a sobrevivência da tribo.
A força da guerra e da polícia (mais do que o exército, embora Marte esteja junto aqui com Júpter ou Saturno).
A energia do fogo e a energia que esquenta são de Marte (junto com Urano, a energia elétrica).
Nos seus ciclos há crescimento e mais uso de todos os tipos de energia.
Também ligado aos acidentes de todos os tipos, principalmente os de fogo e os causados por pressa ou raiva.
Como é muito energético, Marte também rege as máquinas e aparelhos que fazem o trabalho que necessitaria de muitas pessoas.
Representa os homens jovens e fortes, tabalhadores, esportistas, líderes de grupos, amantes.

VÊNUS:
Grande Ciclo 1801 a 1836
Grande Ciclo 2052 a 2087

Conhecido como o "Pequeno Benéfico", Vênus é o primeiro planeta feminino, e representa as mulheres jovens, e todo o universo feminino que traz prazer.
A moda, a beleza, as festas, os romances, sonhos, a vida social.
Todas as Artes são de Vênus, conforme o planeta que se associa vai da música clássica ao funk, pintura, dança, etc
A beleza em todas as suas formas é regida por Vênus.
Desde a beleza física, podendo chegar à beleza espiritual.
Com Vênus, fazemos o possível para nos mostrar elegantes e charmosos, conversar ao invés de brigar.
Prosperidade é outro assunto de Vênus, aumenta o dinheiro, gosta de gastar e de viver com conforto rodeada de beleza.
Rege a felicidade e o bem estar, e indica, no seu mapa pessoal, aquilo que você gosta, como se diverte, se gosta de vida social, como gosta de se vestir e se enfeitar, se é vaidoso ou não, se é elegante ou não. Indica também a sua capacidade de amar e a maneira como demonstra seu amor e afeto.
Vênus sempre vai procurar deixar tudo bem, calmo, tranquilo, divertido, belo, prazeroso.
Vênus não gosta de solidão, e precisa de um parceiro (Marte). 
Gosta de fazer um bom papel social, mas procura principalmente relacionamentos de parceria, união, casamento, procura um parceiro.
Sensualidade, preguiça, jóias, flores, perfumes, passeios, jantares românticos, noitadas sensuais são de Vênus.
Mas Vênus também se relaciona com a justiça.
Nesse sentido, Vênus coloca algum limite às ousadias de Marte: ensina o Guerreiro a ser menos rude, dialogar, pois busca equilíbrio no relacionamento (assim como cede para prevalecer a paz, também exige que o parceiro ceda às suas vontades).
Como Marte é o princípio da luta, Vênus é o princípio da atração.
A necessidade de as pessoas estarem juntas, de carinho, afeto, sentimentos e apoio.
Diferente de Marte, que conquista pela luta, Vênus conquista pela atração/sedução.
Seus relacionamentos são mais afetivos, mesmo as amizades.
No negativo, Vênus é superficial, egoísta, materialista, dependente, falsa e oportunista.
Vênus também abre uma Porta, a porta do Outro.
Divide o mundo individual do mundo compartilhado com o outro. É a entrada no mundo social, suas confraternizações e interações.
Mas é um planeta pessoal, e não social.
Vênus abre a Porta para o mundo, o mundo aqui não é o dos grandes acontecimentos sociais (Júpter e Saturno), é a sua entrada nele, dando preferência a parcerias, duplas e pequenos grupos.
A Justiça de Vênus não é a dos juízes, nem dos legisladores, mas a dos advogados, promotores, testemunhas, aqueles que conversam muito, dialogam, defendem seus pontos de vista, negociam, e dos processos.
Vênus como ingresso na vida social gosta de rituais, cerimônias e de oficializar tudo: assumir formalmente uma sociedade ou relacionamento, ou fazer a papelada da separação são coisas de Vênus.
Não gosta de se esconder (isso pode mudar conforme o mapa), mas de assumir oficial e publicamente tudo o que faz.
Vênus não busca a espiritualidade, mas pode encontrá-la através da beleza, dos sentimentos e do êxtase.
Representa as mulheres jovens, todas as profissões que usem a beleza, a aparência, a elegância, a capacidade de argumentar e defender seus pontos de vista, ou de convencer ou de seduzir alguém.
Moda, roupas, sapatos, jóias, perfumes, todas as artes, apresentações em público, aconselhamento, tudo o que estiver relacionado com o sexo, desde a prostituição, doenças do sexo e do aparelho reprodutor e suas curas.
No seu lado financeiro, os bancos, a produtividade e prosperidade de um local e de uma pessoa, a agricultura (a capacidade de produção da terra), a natureza (como fonte de lucro, abastecimento, e também a ecologia).
Os anos de Vênus são marcados casamentos e separações, processos judiciais ou o final deles, acordos de paz, finais de guerras, aumento do consumo a nível pessoal (diferente de Júpter que é a nível empresarial ou do governo), muitos acontecimentos relacionados com os bancos e o sistema financeiro, cirurgias plásticas, indústria de roupas, sapatos, bolsas, cosméticos, jóias, perfumes.
Os ciclos de Vênus são harmônicos e a percepção do tempo não é nem muito rápida e nem muito lenta.

MERCÚRIO:
Grande Ciclo 1873 a 1908

É o princípio mental e a capacidade de ligar uma coisa à outra.
Mercúrio não tem sexo, mas não é assexuado, assume o sexo do signo que estiver.
Representa as pessoas jovens, adolescentes, pré adolescentes, os intermediários, viajantes, vendedores, os que fazem palestras, os que usam a mente.
Os vizinhos, primos, irmãos, colegas de escola e de trabalho, relacionamentos mentais ou profissionais, os mensageiros, carteiros, secretárias, telefonistas, técnicos de enfermagem, as pessoas que cuidam dos outros, os que escrevem, organizam, os ladrões, os burocratas, os auxiliares de tudo, principalmente de limpeza e organização do lugar, os que trabalham nas ruas ou que viajam para trabalhar, os que tem habilidade manual (costureiras, artesãos, pintores, digitadores, desenhistas, mecânicos), os jornalistas, professores.
Na sua regência virginiana é técnico, e na sua versão geminiana é um canal de comunicação. 
Nos dois aspectos é um conciliador.
Como canal representa tudo o que liga algo a algo, ou alguém a alguém, os nervos, os fios, encanamentos, pontes, estradas, elevadores, carros, bicicletas, computadores (junto com Urano), telefones, jornais, revistas, a mídia, as articulações (junto com Saturno) e tudo o que é duplo: os braços, mãos, pulmões, rins, etc (no corpo), os gêmeos, as cópias, fotografias, manicures.
Como técnico representa todos os cursos e profissões técnicas, os registros de qualquer coisa, os arquivos, os livros, pendrives, os aparelhos e máquinas de pequeno porte (celular, ventilador, etc), o que depende de análise (laboratórios, exames, etc) e as pessoas que cuidam de outros (técnicos de enfermagem, cuidadores de idosos ou de crianças, recreacionistas, fisioterapeutas, etc).
Os animais de pequeno porte e de estimação também estão sob a regência de Mercúrio. Nos seus ciclos as pet shops e os movimentos para ajudar animais abandonados ganham força, bem como os veterinários.
Mercúrio ainda está relacionado com os cuidados da saúde (mas os hospitais são de Peixes e Netuno), desde os funcionários da saúde, descobertas, remédios, farmácias, novas técnicas, massagens.
Os funcionários e concursos públicos também estão na sua regência, quando associado a Urano.
As aglomerações de pessoas, no mercado, metrô, no centro da cidade, com as pessoas comprando, vendendo, passando.
No negativo, Mercúrio é o ladrão, o mentiroso, falso, o fofoqueiro.
Onde Mercúrio está no seu mapa indica sua maneira de raciocinar (diferente das suas crenças e sua maneira de pensar, que são de Júpter), de analisar fatos, situações e pessoas, a maneira que você fala (fala alto, baixo, muito ou pouco) e se comunica, o tipo de relacionamento que você tem com pessoas jovens, com primos, parentes e irmãos, sua habilidade manual, com cálculos e com estudos em geral. Como você aprende melhor (ouvindo, lendo, escrevendo, etc). Se você é organizado e como você se organiza, e se você é estressado (sistema nervoso), e o tipo de percepção mental que você tem.
Junto com a Lua, mostra a intuição.
Os ciclos de Mercúrio são rápidos, temos a impressão de que o tempo é pouco para fazer tudo o que queremos.

LUA:
Grande Ciclo de 1945 a 1980

A Lua não é um planeta, é um satélite da Terra. Fica mais fácil chamar de planeta, mas o correto seria dizer os astros, para todos.
A Lua é feminina e representa todo o universo das mulheres, incluindo gravidez, parto, crianças, filhos, bebês, mães, esposas.
Rege as emoções, diferente dos sentimentos, que são de Vênus.
Junto com Mercúrio, mostra a intuição.
A Lua é a memória e também a inteligência (junto com Mercúrio), pois não existe inteligência sem memória, e a Lua mostra a sua capacidade de assimilar.
Os ciclos da Lua são emocionais e sensíveis.
Os assuntos em destaque são os citados no início, mais os assuntos domésticos, imóveis, propriedades, hospitais e clínicas e saúde, doenças mentais e suas curas, boemia, tudo o que se relacionar com a noite.
Além disso a Lua rege a água, tanto a água que bebemos como a água da chuva e dos rios (água do mar é de Netuno e Peixes), os líquidos, barcos, pescadores, marinheiros, viajantes.
A Lua é o Passado e a memória, as raízes, as causas das coisas, a geração e o parto.
Ela busca segurança para essa sensibilidade e carga emocional toda.
Onde está a Lua no seu mapa é onde e como você se sente bem e o tipo de ambiente que você prefere estar, ou criar.
As tradições são da Lua, junto com Saturno.
Ela é a Mãe, o Sol é o Pai Criador ou Gerador, e Saturno é o Pai Cuidador.
A Lua também é uma Porta, a Porta Material.
Porque representa o parto e os bebês, nós como espíritos encarnando nesse mundo. 
Ela materializa o espírito, lhe dá uma forma e um corpo.
Nesse sentido também está associada às visões, sonhos, pressentimentos, insights, percepções emocionais (diferente de Mercúrio, que são percepções mentais).
A Magia é da Lua, em todas as suas manifestações.
É com a Lua que a Magia começa.
Pode parecer contraditório que a Lua esteja associada ao material e ao espiritual.
É porque a Lua dá a forma. 
Sem ela não iniciamos na matéria, os sonhos e intuições ficam no astral e se perdem.
Tudo o que é doméstico e do lar pertence à Lua.
A cozinha, a geladeira, o quarto de dormir.
Gastronomia, hotéis, bares, restaurantes, comida e bebida também são da Lua.
Creches, berçários, maternidades.
Os condicionamentos e hábitos lhe pertencem também, devido à sua ligação com o passado. São os condicionamentos de infância e hábitos adquiridos.
O subconsciente (que podemos ter acesso - o inconsciente é de Peixes e Netuno).
O humor e suas mudanças.
As reações automáticas, quando não temos tempo de raciocinar.
O psiquismo.
O povo e as multidões.
A popularidade, ou o contrário.
No negativo, é a Lua dos "lunáticos", os delírios, loucura, vícios, sonâmbulos, a parte ruim da noite, medrosa, paranoica, dependente dos outros, descontrolada.
Ela também traz carma, mas nem sempre o cobra. É a bagagem do nosso mapa astral, o que trazemos conosco, temos facilidade e afinidade.
Tudo o que aprendemos e assimilamos passa pela Lua para se manifestar. Ela rege o estômago, e faz a digestão física e emocional de tudo.
Nesse sentido, a Lua é alquimia e transformação.
Na hierarquia da Astrologia, a Lua vem logo após o Sol. 
Tudo passa por ela, tanto para sair de nós (reações emocionais) como para entrar (assimilar o ambiente, ou conhecimentos).
A Pátria, a Terra Natal e os sentimentos de patriotismo são da Lua também.
Tudo o que iniciamos na vida é da Lua também, pois antes de se manifestar em Áries (Marte), teremos que plantar e regar até ter raízes fortes, na Lua.
Os ciclos da Lua parecem "fora do tempo" e tendem a ser lentos.

O SOL:
Grande Ciclo de 1981 a 2016

O Pai Criador, as autoridades, aristocracia, os Reis, Presidentes, Representantes de um grupo ou de uma nação.
O Sol é o único dos astros utilizados da Astrologia que tem luz própria.
Essa luz é despejada generosamente sobre todos os planetas, não importando para quem.
Nisso o Sol simboliza o que é centralizador, os outros planetas desse Sistema dependem dele, orbitam a sua volta.
Representa o espírito, em sua forma pura.
Também se relaciona com a beleza, as artes e o luxo, mas em escala maior do que Vênus., que manifesta, o Sol cria.
A bondade e a generosidade, alegria, festas, vitalidade física, nobreza.
A consciência e a clareza de tudo.
É o período da vida com maior vitalidade e saúde.
O brilho, o palco, os artistas de espetáculos, o circo, os palácios, as residências oficiais, o ouro, o ego, o poder, o orgulho, a honra e os aplausos.
Sol é a fonte de energia do mapa astral.
Representa os homens, o Pai, as autoridades, as pessoas públicas.
Teatro, cultura, estudos, ciências também são do Sol.
Toda a criatividade vem do Sol, os outros astros apenas a manifestam (ou não).
Nos ciclos do Sol os assuntos principais são os públicos, desde o governo até artistas, os estudos, os tipos de energia, saúde, prosperidade financeira, luxo, shows e espetáculos, ciências, professores, nobreza, honra, ética, auto expressão, festas, turismo, férias, lazer, jogos, apostas, a vida em grupos grandes e pequenos, a vida social.
O Sol gosta de cerimônias oficiais, rituais e pompas.
Sol representa riqueza, energia, saúde, abundância, generosidade.
No negativo, o Sol é generoso em ciúme, necessidade de atenção ou aplauso, tirano, egoísta, arrogante, possessivo, egoísta, vaidoso, cruel.
Os ciclos do Sol são equilibrados, com tendência à rapidez.

IMPORTANTE:
Todos os astros tem aspectos positivos e negativos, não existe nenhum que seja só benéfico ou só maléfico. 

Os assuntos regidos por eles podem ser mais divertidos, ou menos, às vezes trazem problemas nos seus assuntos (conforme suas combinações, casas e aspectos) mas todos trazem benefícios junto e visam o progresso.
Com a evolução, o ciclo continua.


Namastê.

Nenhum comentário: