...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O mês de Virgem



O Sol entra no signo de Virgem iluminando nossas qualidades de purificação, praticidade, eficiência, produtividade, disciplina, e disposição para prestar serviços, após o barulhento mês de Leão.













Passado o momento de autodescoberta e manifestação do Eu, temos que produzir alguma coisa e controlar um pouco o crescimento do ego, para não cair em exageros. Então chega Virgem discretamente, quietinho, purificando os pecados de Leão, lapidando pacientemente a pedra bruta, para que ela brilhe.

O mês de Virgem favorece todo o tipo de trabalho e organização. É um período ótimo para consertar coisas, esclarecer situações e organizar a vida de uma maneira mais produtiva e eficiente. O amor pela ordem é uma qualidade de Virgem. Está sempre lutando para manter a ordem ou para restabelecê-la. Durante o período virginiano temos a oportunidade de concluir tarefas inacabadas, melhorar o que já temos, organizar nossa vida. Também é um ótimo momento para eliminar deficiências em nós mesmos, trabalhar nossos defeitos, consertar nossos erros ou omissões, reconciliar-nos com quem tivemos desavenças ou mal entendidos, ou aperfeiçoar e melhorar nossos bons relacionamentos.

Se Virgem direcionar sua capacidade de descobrir falhas apenas para o meio ambiente, poderá se tornar bastante desagradável, com mania de criticar e censurar, reclamando constantemente, com uma atitude pessimista e negativa que fere o que é belo e valioso em algumas pessoas.

O impulso virginiano de reequilibrar o caos é uma das qualidades mais importantes para curar o mundo. Nós, a humanidade toda, desfiguramos e sujamos tanto o planeta que serão necessários muitos esforços coletivos para restabelecer a harmonia novamente. A vontade de corrigir erros e encontrar soluções flui de Virgem para toda a humanidade durante o mês que o Sol percorre esse signo, despertando a esperança de que possamos conseguir.

Mas o perigo de essa virtude se tornar um defeito acontece quando nos concentramos apenas no errado, no feio, no estragado, nos resignando com a aparente superioridade do que é ruim na humanidade, tornando-nos cegos para o reconhecimento de que podemos e devemos começar por nós mesmos, porque nós somos o detalhe que parece pequeno.

A capacidade de sacrifício de Virgem é muito grande, e sua vontade de ajudar é sincera, principalmente quando o assunto é socorrer alguém que está numa situação difícil. Durante o mês de Virgem podemos reavivar nossa vontade de ajudar e servir. Todos nós conhecemos alguém a quem podemos ajudar de alguma forma, a quem dar atenção e benevolência, ajudando alguém a se libertar de algum sofrimento. Nem sempre a melhor ajuda é a material; frequentemente nossa atenção, interesse, compreensão ou disponibilidade fazem uma grande diferença. Quantas vezes nem ficamos sabendo que aquele sorriso, aquele bom dia ou até mesmo aquele silêncio amigável ajudaram a modificar uma situação interior de alguém..

Outra característica de Virgem que podemos usar nesse mês é a discriminação. Quando em exagero, a discriminação traz separatividade e injustiça. Mas quando usada como deve ser, a discriminação ajuda a selecionar o que é importante e o que não é, o que é mais urgente, o que pode ficar para depois, o que deve ser descartado, o que é real e o que não é, e a diferença entre qualidade e quantidade. Uma boa seleção dos assuntos, dos trabalhos e dos problemas economiza tempo e energia, coisas muito importantes em nossas vidas. Essa capacidade analítica de Virgem, seu dom do discernimento, consegue saber o que é bom e o que é prejudicial, para si mesmo e para os outros.

Virginianos gostam de se apoiar em pessoas fortes e decididas, gostam de seguir instruções e ordem de alguém que lhes inspire segurança, pois quando desanimam com o excesso de tarefas que assumem, necessitam de alguém que lhes inspire um pouco de coragem e confiança, que elogie o seu trabalho, que lhes ajude a não se desvalorizarem.

As causas do desânimo em Virgem são três:

1) A primeira é uma causa física, o enfraquecimento das forças vitais devido ao excesso de trabalho e pouco descanso, porque muitas vezes Virgem tenta adaptar o seu trabalho à necessidade do meio e não à sua capacidade física.

2) A segunda é uma causa emocional, o medo de falhar. Medo de ser criticado, de não servir, de não ser bom o suficiente. Isso acontece quando leva o trabalho a sério demais, acreditando que o mundo todo pode depender de apenas um indivíduo. Nesse caso, é bom aprender a rir de si mesmo de vez em quando.

3) A terceira é uma causa mental, pois com a capacidade de ver vários pequenos ângulos de uma situação e encontrar defeitos em todos eles. Então falta coragem de agir, acreditando que sua ação não terá utilidade. Nesse caso, é bom se contentar com pequenos sucessos, um de cada vez, sabendo que o tempo e a evolução estarão nos ajudando fazendo a sua parte também, lembrando que o mundo não foi criado em apenas um dia.

A energia de Virgem pertence ao elemento Terra, de qualidade Mutável e polaridade feminina. É uma energia cuidadora e protetora, do corpo físico principalmente. Por isso, é um período ótimo para resolver problemas de saúde, fazer aqueles exames médicos protelados há tempos, ir ao dentista, revisar nossos hábitos, equilibrar nossa alimentação, horas de sono, atividades físicas, enfim, organizar nosso corpo e a nossa mente, com a finalidade de conseguirmos o máximo de eficiência e produtividade no nosso cotidiano.

Em Touro, acontece a manutenção daquilo que já existe. Em Virgem o objetivo é purificar, manter a ordem e o bom funcionamento, cuidar, preservar e curar eventuais problemas. Em Capricórnio criam-se as regras para proteger o corpo dentro do mundo da civilização. Esses são os três signos de Terra. Os três são femininos, porque o elemento Terra é feminino. Mas Touro é Fixo (mantém), Virgem é Mutável (se adapta, nesse caso para cuidar) e Capricórnio é Cardinal (inicia as ações).

No mês de Leão, a tendência foi de desenvolver mais a autoconsciência do Ser. Esse Ser precisa crescer e se desenvolver. No mês de Virgem esse desenvolvimento é ajustado à realidade prática da vida.
As energias de Leão e Virgem devem ser bem equilibradas, pois se não houver cooperação entre essas duas forças, a pessoa fica oscilando entre autoconfiança excessiva e sentimentos de inferioridade, entre a ânsia do poder e a submissão. Leão deve aprender com Virgem que os detalhes e as coisas aparentemente insignificantes da vida também tem importância e valor, e Virgem aprende com Leão que deve ousar e assumir projetos maiores do que a sua rotina, e combater a tendência de pensar que nunca está pronto, que ainda não é bom o suficiente, só os outros são.

Virgem é um signo de serviço. Aqui nós servimos, e nos empenhamos pelo uso consciente e correto das energias e das formas. Em Virgem, se desenvolve uma dedicação abnegada ao próximo, que possibilita reconhecer suas necessidades mais profundas, e saber como resolvê-las. Para isso, é necessário um amor verdadeiro, puro e sincero.

Embora seja mais conhecido pela sua dedicação ao trabalho, suas exigências, críticas, manias e apego a detalhes, em Virgem o amor pode ser facilmente cultivado, pois está potencialmente presente, como qualidade básica da Cruz Mutável, que ele pertence. (Da Cruz Mutável participam Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes, cada um da sua maneira especial). É importante manter o amor livre de condicionamentos e exigências. Não é fácil, é necessário muito auto controle, esforço pessoal constante e a mais elevada dedicação aos seus ideais espirituais para manter o amor, principalmente quando os problemas do cotidiano nos sobrecarregam, ou quando sofremos injustiças. O amor, na humanidade, precisa ser cultivado, e isso necessita de cuidados diários (coisa que Virgem é nota 10).

Virgem participa, junto com Peixes (seu oposto complementar) do Eixo da Existência, ou Eixo da Vida, onde se busca o equilíbrio entre a existência física (Virgem) e a existência espiritual (Peixes).
Virgem está sempre lutando pela conquista da Existência, tanto no sentido espiritual como no prático. Trabalha e soluciona problemas constantemente, de uma maneira que mantém em movimento a roda da vida.

A tarefa de uma pessoa em relação ao mundo se cumpre através de um trabalho que beneficie outras pessoas de alguma maneira, que melhore o mundo para todos. E a tarefa em relação a si mesmo, ao seu Ser, se cumpre através da conquista da maturidade.

Geralmente, quando o mundo julga uma pessoa, quer saber primeiramente se ela alcançou algo material na vida, qual sua profissão, seu status social, se é confiável do ponto de vista moral (diferente de ética). É muito raro o mundo se importar se essa pessoa tem uma mente clara, se tem maturidade interior, ou se está em unidade com seu próprio Ser.

Virgem exige de nós mais maturidade interior e um sentimento de responsabilidade para com o Todo, de maneira que se possam realizar as pequenas coisas da vida. Aqui há o perigo de Virgem ser desvalorizado, considerado subalterno, de importância secundária, pois as pequenas coisas da vida não são tão deslumbrantes, nós não subimos ao palco para viver o cotidiano, e mesmo os artistas que sobem para se apresentar, precisam de muitas horas de disciplina, estudos e ensaios, com erros e acertos, até mostrarem o resultado do seu esforço. Por isso, muitos virginianos estreitam seus limites, e se mantém num pequeno círculo cheio de regras e proibições, presos ao lado formal, ao certo ou errado, permanecendo num estado infantil, que não ousando nada além desses limites. Isso não é humildade, é medo de ser rejeitado, de não ser reconhecido.

O signo de Virgem é tanto o signo do trabalho e do serviço, como do amadurecimento e da colheita. Por nosso trabalho e esforço pessoal nós merecemos aquilo pelo que nos empenhamos tanto. Através da contribuição do nosso trabalho para o melhoramento do Todo, somos, em retribuição, apoiados pelas leis que regem a vida comunitária (Capricórnio).

O saber esperar e deixar amadurecer são qualidades virginianas, que são também qualidades espirituais que nos ligam ao nosso próprio Ser. Na Natureza tudo tem ciclos, há o momento para plantar e o momento para colher. O Ser interior também tem seus ciclos e momentos propícios para amadurecer, aprender, iniciar coisas novas, colher os resultados do seu trabalho, descansar, divertir-se, etc. Virgem não costuma desperdiçar suas forças, sabe esperar pacientemente até que os frutos estejam maduros. Aí está uma grande lição de Virgem para não nos impacientar e nem perder a fé na vida.

Virgem protege, alimenta, cuida e apoia o crescimento e o desenvolvimento do Ser interior, fazendo tudo para garantir a segurança do Ser, de maneira que nada lhe prejudique ou coloque em perigo. Percebemos isso claramente no símbolo do signo, com seus três arcos voltados para dentro, que escondem o Ser com a finalidade de protegê-lo até que amadureça e possa ser revelado.

Saber esperar é uma grande qualidade de Virgem. Chega a ficar resignado quando acontece uma espera longa e os frutos não aparecem, caindo em profunda desilusão, acreditando que todo o seu esforço foi inútil. Essa crise de dúvida é vivenciada de tempos em tempos, pois tudo são ciclos.
A melhor maneira de superá-la é lembrar que não apenas os nascidos em Virgem (ou com Ascendente, Lua ou configurações fortes nesse signo) têm seus ciclos de secas e cheias.
Há momentos em que a visão fica nublada, obscura, as estrelas desaparecem, e temos que atravessar um vale escuro e amedrontador. E se a gente não empacar aí, atravessamos essas passagens e nosso caminho torna a clarear, assim como dia sempre segue a noite.

Virgem precisa cultivar a esperança, para não cair em crises de desânimo, ou pelo menos não se entregar a elas, olhando para o Todo, abrindo sua mente, cultivando uma visão mais ampla. De tanto se concentrar nos detalhes, se acostuma com perspectivas pequenas e limitadas, e é bom para Virgem observar as coisas de uma escala maior. Com essa atitude passa também a valorizar mais seu trabalho minucioso e detalhista, pois é graças a ele que que as coisas se desenvolvem, crescem e amadurecem.
Uma longa viagem sempre começa pelo primeiro passo, e é formada de vários passos, não importa o tamanho da distância percorrida, foram muitos passos pequenos, um de cada vez.

Muitas pessoas se mantém ocupadas dia e noite, numa atividade incessante e agitação sem propósito, sobrecarregadas com trabalho excessivo, jamais reservando algum tempo para sua vida interior, porque estão levando a sério apenas o exterior. É preciso reservar alguns momentos do dia para permanecer em silêncio, para refletir, ouvir música, meditar, ou fazer nada, a fim de nos conectar com nós mesmos, pois essa conexão é muito importante, e vai se refletir no nosso trabalho e na nossa saúde.

O signo de Virgem está relacionado com o elemento feminino da Criação. Atualmente corresponde às mulheres que estão lutando, trabalhando para obter na sociedade masculina a posição mais justa que lhes é devida, se esforçando para romper com o passado, quando a mulher era muito mais desrespeitada.

Na tradição antiga, Virgem era a fundadora do matriarcado, conhecida
atualmente pelos seus 3 principais nomes: Eva, Ísis e Maria.

- Eva, o símbolo da natureza mental e do pensamento humano, evolui através da sedução pelo conhecimento e pela curiosidade. É o desenvolvimento da capacidade de pensar, que percebe a natureza dual, do bem e do mal e, através de experiências dolorosas aprende a discernir entre pares de opostos. A figura de Eva ainda não carrega nenhum filho nos braços, porque o potencial ainda é muito pequeno para ser notado.

- Ísis é a mesma coisa no plano emocional e nos sentimentos. Na tradição antiga, era considerada símbolo de fertilidade e maternidade, e protetora das crianças. No nível de Ísis, o potencial de Eva entra na natureza do desejo e alcança o equilíbrio, a harmonia, o caminho do meio entre os opostos. Nesse estágio é rompido o véu das ilusões e dos enganos que lhe aprisionava no plano emocional, das emoções, sensações, desejos e sentimentos. Esse véu é rompido pela visão clara e o reconhecimento da realidade.

- Maria traz Eva e Ísis para o plano físico e dá a luz a um filho homem.

Nessas três Virgens vemos a evolução humana e os aspectos mental, emocional e físico por onde o espírito do Ser se manifesta.

Virgem é a Mãe do princípio Crístico, da espiritualidade em cada um de nós. A formação e o amadurecimento desse princípio são realizadas em 3 estágios: Eva (o plano mental) onde ele é protegido; Ísis (o plano emocional) onde ele é nutrido; e Maria (o plano físico) onde ele é revelado, mostrado ao mundo.

É muito interessante o Cristo nascer de uma virgem: ela não o concebe de formas externas, porque ele já está dentro dela, porque é o seu verdadeiro Ser. É um simbolismo muito profundo.

Virgem representa a Matéria, o polo oposto do Espírito (Peixes). A Matéria dá forma e corpo à Vontade Criativa do Espírito, que se manifestará através da Matéria. Mas o Espírito não é reconhecido, exceto pelo Filho, que é o elo entre o Pai (espírito) e a Mãe (matéria).

Por isso, o campo magnético de Virgem é a semente de vida, amor e poder existente em cada forma, átomo, planta, animal, ser humano, planeta que passa por todo o processo de amadurecimento e florescimento, para se manifestar fisicamente.
Todas as sementes e potenciais estão dentro do útero de Virgem. A energia de Virgem sustenta, alimenta, protege e revela o plano, o potencial de cada forma de vida.

O Espírito se apropria da Matéria, e esta luta para manifestar o poder, a beleza e o mistério daquele.
Quando esses dois se unem em harmonia, forma-se a beleza.
O propósito, o plano divino de cada um é algo muito simples: realizar a beleza. A Matéria se eleva e o Espírito desce, compactuando num misterioso acordo espiritual.

Virgem tem 3 importantíssimas características: protege, alimenta e revela a espiritualidade ou (para quem não acredita) os potenciais criativos, dentro da forma material. A Virgem Maria é o simbolismo de um ser humano dar a luz a si mesmo. E aqui “dar a luz” quer dizer: além do material, a Luz.

Virgem simboliza também o Véu, aquilo que oculta, e no tempo propício, revela. O processo de revelação é a retirada, o sacrifício e o rompimento do véu.

Por isso, o pensamento semente de Virgem é “ EU SOU A MÃE E O FILHO, ESPÍRITO E MATÉRIA EU SOU “.
Em sua oitava inferior é “E a palavra disse: que reine a matéria”.

Após a consciência do Ser (em Leão), através do trabalho árduo da alimentação espiritual, em Virgem o Ser torna-se “mãe” (possuidor de nova compreensão).
Maria = Matéria (corpo físico, personalidade, emoções e a mente).
Ísis = Filho (Alma)
Eva = Mãe (guia interior, ou o Ser)
Espírito = estágio mais elevado do Ser.

Virgem é um dos signos de “crise” (os outros são Áries, Gêmeos, Câncer, Leão, Escorpião e Sagitário).
Crise é um ponto de encontro de duas ou mais energias. Não existe crise se há um fluxo de direção única das energias. A crise só existe quando há conflito entre 2 ou mais energias: de um lado o processo de cristalização, e do outro lado o processo de rompimento dessa cristalização.
Em Virgem, o “útero do tempo”, temos a crise do nascimento.
Mercúrio, planeta da mente e dos relacionamentos, produz a luta interior entre a consciência das formas e a consciência dentro da forma.

Em nossa vida, podemos usar a energia de Virgem como uma mãe, para proteger, alimentar e revelar os potenciais e o Espírito, nossos e das outras pessoas. Nossa espiritualidade é protegida, alimentada e revelada, quando fazemos o mesmo por nossos semelhantes.

Virgem simboliza um grande escudo, ou poder protetor da matéria, que recebe a Vida, protegendo esses potenciais de ataques que tentam impedir a sua evolução, alimentando esse potencial até que ele se fortaleça e finalmente revelando fisicamente essas energias.

Virgem, que na verdade não é “virginal” e significa “discriminar”, é verdadeiramente auto suficiente. Representa a antiga deusa Mãe que reinava com um marido divino. Era uma pessoa solitária, mas oferecia sua feminilidade livremente àqueles a quem ela mesma escolhesse, pois era na realidade a esposa da Vida, dona de sua própria Alma.

No ponto de vista esotérico, Virgem é também a grande Mãe Cósmica, o elemento feminino ou receptivo em relação ao Pai, elemento masculino ou ativo.
Por isso Virgem é o “útero do tempo”, no qual nosso espírito amadurece e do qual nasce, e com dor e sofrimento, e através de lutas e conflitos, manifesta a consciência em nosso coração. Da mesma maneira que na gravidez, o verdadeiro Ser se desenvolve, primeiro interiormente, e por isso o signo de Virgem também é um signo de experiências muito profundas.

No pensamento semente diz-se que Virgem é ao mesmo tempo espírito e matéria, porque deve unificar em si mesmo esses aspectos. No aspecto esotérico, a tarefa de Virgem é guardar e nutrir os segredos, os mistérios e o espírito.
O instinto de preservação da vida é a função da Mãe, a necessidade de amar e ser amado é a função do Filho e o impulso de servir e criar melhores condições no mundo é a função do Pai. Todos os três trabalham juntos no signo de Virgem.

O sexto Trabalho de Hércules, “Apoderando-se do cinto da união”, mostra a conscientização da pessoa de que, dentro de si mesma, está o espírito infinito.

Sugestões para desenvolver a energia de Virgem:

1- Mantenha contato com a Natureza, principalmente com a terra em suas diversas formas (terra, pedras, areia, poeira, argila, montanhas..), com as plantas (acompanhe o seu desenvolvimento e mantenha um relacionamento com elas) e com os animais (principalmente aqueles que você pode conviver junto no seu dia a dia).

2- Descubra que você é mais do que sua mente: todos os dias olhe-se no espelho e divida mentalmente o seu corpo em partes, como anéis. Cada dia, na mesma hora, examine uma das partes, e apenas aquela parte. Perceba e sinta o quanto cada parte é importante, bonita e faz bem para você. E sempre agradeça por ter aquela parte funcionando bem e ajudando o corpo todo. Reflita sobre o fato de você ser corpo e ser mente. Você é uma parte material e outra imaterial.

3- Pegue alguma máquina ou aparelho, aprenda como ele funciona, como foi fabricado e como é por dentro. Tente imaginar as emoções, os sentimentos, as dificuldades por que passou o criador daquele objeto e com qual objetivo ele o criou. Olhe para as coisas (não para as pessoas) e focalize a sua utilidade, e depois olhe para essas mesmas coisas sem pensar somente para que servem.

4- Organize sua rotina e seus hábitos de maneira a dar igual importância às obrigações, ao descanso e aos divertimentos. Procure colocar diversão e alegria em suas tarefas de rotina. Trate bem seu corpo, lhe fornecendo alimentação de boa qualidade, repouso na quantidade necessária e atividade física.

5- Cuide de algum animal de estimação se você for uma pessoa solitária. Faça algum trabalho voluntário e desinteressado para ajudar alguém.

6- Procure plantar alguns de seus alimentos, conforme o espaço que dispõe. Se não puder plantar legumes e frutas porque mora em apartamento, plante chás e temperos. Aprenda sobre a medicina popular das plantas.

A Meditação de Virgem:

Sente-se tranquilamente com a coluna ereta e os olhos fechados ou semicerrados, de uma maneira confortável para você. Lembre-se que seu corpo está seguro, sustentado pela cadeira, que está sustentada pelo chão da casa, que está sustentada pelo planeta.
Acalme seus sentimentos imaginando um lago azul onde brilha a luz do Sol ou da Lua. Seus pensamentos vem e vão, e você continua observando-os passarem sem reter nenhum. Caso algum pensamento insista, diga-lhe que você resolverá isso mais tarde, e continue observando.
Permita que sua atenção deslize suavemente por sua cabeça, entre os maxilares, através do pescoço, alcançando a parte superior do tronco. Descanse aí por um momento.
Lentamente desça até a região do estômago e depois vá para o centro do corpo, seu centro de energia, para onde você aponta quando diz “Eu”.
Deixe ressoar dentro de você o som “OM” e sinta que, como uma onda, esse som vai purificando seu interior, levando pensamentos, desejos, preocupações e sentimentos para a periferia, permanecendo apenas o som do “OM” no vácuo, dentro de você.
Esse espaço vazio lhe transmite paz e circunda você como uma espécie de redoma. Você está agora em um espaço tranquilo do tempo, que permanece imóvel e no qual você descansa.
Visualize um lindo campo, bem cuidado, com flores ou plantas de sua preferência. Cada flor ou planta representa um talento ou uma virtude sua. Há flores ou plantas que ainda estão no estágio da semente, e por isso não aparecem, mas você sabe que estão lá. Há flores e plantas que estão recém começando a crescer. Há flores ou plantas que já estão plenamente desenvolvidas. É uma linda paisagem. Tem todas as cores e sons de sua preferência.
Procure as ervas daninhas nesse campo. Elas representam seus obstáculos interiores: mágoas, raivas, inseguranças, descrença, vícios, desorganização, pessimismo, hábitos que lhe atrapalham, ou outros. Retire essas ervas daninhas e, com muito carinho, forme uma massa com elas, que servirá de adubo para as flores e plantas que representam seus talentos e virtudes. Enterre esse adubo e veja-o se transformando em nutrientes no campo de seus talentos. Depois, deixe o tempo cuidar do resto.
Periodicamente, vá ao seu jardim e cuide dele com carinho.
Agora volte sua consciência novamente para seu espaço de paz, onde você está sentado, o local para onde você aponta quando diz “Eu”. Lembre dessas palavras:

“Eu tenho tempo, tempo infinito; nada me apressa. A paz e o silêncio se espalham em mim, calma e profundamente. O tempo pára. Rendo-me à essa quietude que me liga à eternidade. Escuto a mim mesma.”

“Saudações à Virgem no céu, a grande constelação de Virgem. Saudações à Mãe Sagrada de Buda, Krishna e Cristo. Saudações a todos os que protegem, alimentam e revelam a beleza.”

“Que a Luz, o Amor e o Poder restaurem o Plano na Terra.”

Um pequeno ponto de luz muito clara, como uma estrela solitária no céu se aproxima de você, iluminando tudo, desde as células, e irradiando essa luz pelo ambiente, enquanto você lembra:

“ EU SOU A MÃE E O FILHO, ESPÍRITO E MATÉRIA EU SOU.”

Namastê.

Nenhum comentário: