...

Precisei colocar a moderação nos comentários por causa de alguns spans que pintaram por aqui.
Você, que não é spam, faça o seu, fique a vontade.
Namastê.

Consagração do ambiente

As previsões feitas nesse blog são gerais, falam do astral do período, não são direcionadas para o indivíduo. Para fazer previsões pessoais, você precisa consultar um(a) astrólogo(a) ou numerólogo(a) e usar seu mapa astral ou numerológico de nascimento. Não estou atendendo consultas até me aposentar, estou em outro trabalho. Faço o blog porque gosto.

O som das Fadas da Noite

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Zenbudismo, Sibéria e Ocidente






















“Estejam satisfeitos com suas
próprias cabeças.
Não coloquem quaisquer falsas cabeças
sobre as suas próprias.
Então, minuto a minuto,
olhem com atenção os seus passos.
Mantenham sempre sua cabeça fria
e seus pés aquecidos.
Estas são minhas últimas palavras.”
(Nyogen Sensaki)


Nyogen Sensaki nasceu na Sibéria, antes de 1900 (1876 - 1958).
Quando menino, foi encontrado por um monge japonês ao lado do corpo congelado de sua mãe.

Foi criado por um padre da Soto Zenshu, mas também aprendeu sobre a fé Shingon (Budismo Esotérico) com seu pai adotivo, que lhe ensinou também o chinês clássico.

Doente com tuberculose, chegou no templo de Engaku para estudar com Soyen Shaku e, durante esse período de treinamento Zen, também aprendeu filosofia ocidental.

Nesse período, tornou-se radicalmente divergente do treinamento convencional de monge Zen e deixou o templo pra iniciar uma escola maternal em Hokaydo, uma desolada ilha do nordeste japonês.

Inspirado pelo filósofo alemão Friedrich Froebel, chamou a escola de Mentogarten (o jardim do mentor), que era um lugar livre de qualquer dogma sistematizado, e qualquer um poderia ser tanto o mentor como o discípulo.

Foi aos Estados Unidos, ensinou aos americanos que apesar do treinamento Zen para domesticar a mente, esse treinamento não leva ao despertar espiritual, mas que se a mente puder ficar quieta o suficiente, alguma coisa sagrada será revelada.

O nome dado a ele, Nyogen, significa “como um fantasma” e seu nome budista é Choro, que significa “orvalho da manhã”. As duas imagens aparecem no fim da Sutra do Diamante:

“Todas as coisas compostas são como um sonho,
um fantasma, uma borbulha, e uma sombra;
como uma gota de orvalho, e um raio de luz,
elas são assim para serem apreciadas.”

(fonte: I Ching, Abordagem Psicológica e Espiritual, de Roque Severino, Editora Ícone)

Namastê.

Nenhum comentário: